Gestor em Ação

AggeMT

AggeMT

Roberta Penna destaca o orgulho que tem de participar desta carreira e poder elaborar e implementar políticas que impactam diretamente nos indicadores econômicos e sociais e consequentemente na melhoria da qualidade de vida da população do Estado.

Segundo a secretária adjunta de Gestão da SES/MT, foram criados 159 novos leitos de UTIs e 405 leitos clínicos no âmbito dos hospitais regionais para atender exclusivamente a Covid-19. Além disso, foi criado o Centro de Triagem da Covid-19 na Arena Pantanal.

A gestora governamental Rita Volpato relatada neste vídeo sobre a experiência que teve na Agência de Regulação de Mato Grosso (AGER). Uma das práticas foi criar um grupo de estudos com os analistas reguladores. Com isso foi possível montar uma equipe mais motivada, mais alinhada.

Rosana Leite é gestora governamental há sete anos

Denize Aparecida Rodrigues de Amorim

Gestora Governamental

Na semana em que se completa um ano da homenagem ao saudoso Tito Fróes, quando celebramos seu legado de serviços prestados e amizades no grande estado de Mato Grosso, é importante que se agradeça novamente ao gesto fraterno promovido pela Associação dos Gestores Governamentais de Mato Grosso (AGGEMT),  que envolveu a Coordenação da Carreira, a Escola de Governo e a Secretária de Planejamento e Gestão - SEPLAG,  em uma  tocante ciranda de solidariedade aos nossos sentimentos. 

E de sentimentos foi todo o planejamento do ato até a realização e para além dele sua repercussão. Naquela tarde, chuvosa e serena, nos reunimos com a irmã do homenageado, Maria Cecília Félix, e o seu cunhado, Adair Carvalho, e ouvimos a mensagem gravada por sua mãe, Dorcas Castro, agradecendo pela lembrança e homenagem ao seu filho Tito, pessoa tão querida por todas e todos nós em MT. E foram emocionantes as falas das/os presentes na sala sobre as lembranças do Tito em nossas vidas. No jardim da Escola de Governo, plantamos o ipê amarelo e descerramos uma placa em sua memória. 

Narrando sua trajetória pela fé e espiritualidade, Tito Fróes nasceu no dia de Nossa Senhora das Graças (27/11) e faleceu no dia de Nossa Senhora Aparecida (12/10). Sua passagem na Terra foi abençoada pela nossa Mãe e, assim, ele viveu sua vida e nos encantou com sua existência de compromisso com o serviço público.  Tanta vivacidade merece um memorial para que não nos esqueçamos.

Talvez possamos marcar essa homenagem novamente no próximo dia 27/11, sexta-feira.

Porque como bem lembrou a colega, Sandra Fontes, em seu pronunciamento no dia, outros colegas nos deixaram saudades, como o que partiu muito cedo e jovem Edilson Von Randow de Oliveira, falecido em 17 de março de 2007, e o veterano e querido Reinhard Ramminger, falecido em 26 de janeiro de 2017.  Celebrar um acontecimento é para sempre, não é pontual ou um evento, pois, tudo está relacionado a outros temas e sentimentos grados por tais reconhecimentos.

São as datas comemoradas, ano após ano, na sociedade como o Natal, a Semana Santa, as festas anuais de santas/os padroeira/os, os aniversários, entre outros, que nos fazem perceber a passagem do tempo, plenos de lembranças e esperanças. A cada ano, nós buscamos superar as adversidades e, calmamente, procuramos uma sintonia mais humana nestes momentos. Alguns não gostam de celebrar seus próprios aniversários, contudo celebram outros marcos significativos, como uma formatura, a superação de um problema, enfim.

E aos poucos, de vivências e sentimentos, vamos tecendo um calendário de nossos passos na carreira, pois esta homenagem ao Tito Fróes, celebrando as amizades no serviço público, somada à comemoração do 13 de dezembro nos marcam. São histórias narradas não só por textos, mas por sons e imagens, celebram em nossas memórias coletivas àqueles que nos precederam, nos presidem e nos seguem, parafraseando o pensador Carlos Matus, que tanto nos inspirou no início da carreira. 

Já celebramos datas igualmente importantes como a posse da 1ª turma,  em 5 de novembro, e ainda a 2ª turma, e 3ª turma; E o aniversário da Associação, no dia 14 de janeiro, e que já se anuncia em um calendário festivo da Carreira, segundo a atual direção da AGGEMT. 

O dia 27 de novembro é uma boa data para marcar as nossas amizades surgidas dentro da nossa carreira. No dia de Nossa Senhora das Graças, uma homenagem às amizades no serviço público.

E por falar em amizade e trabalho, bom seria a tecitura do que não é registrável. Bem sabemos que nossos conhecimentos técnicos estão sendo estruturados em sistemas como o Sistema da Carreira de Gestor Governamental (SIGGES), apresentando nossos trabalhos e produtos à Sociedade.  De igual modo nossos conhecimentos acadêmicos e técnicos também podem ser vislumbrados e inseridos na Plataforma Lattes, de inclusão e acesso  amplamente públicos. Sistemas para mostrar produtos existem por toda parte.  

Mas, e no não se cabe em um ou outro sistema, e que nos move e que nos inspira? 

Poderíamos montar um calendário cíclico interativo a partir do núcleo agregador de 13 de dezembro de 2000, como está sendo feita esta ciranda de “lives”, depoimentos em vídeos, recolhimento de fotos pessoais em trabalho para uma exposição da memória, incluído até mesmo as pequenas comemorações dos aniversariantes.   

Continuando, imaginemos o primeiro círculo deste calendário, ainda no ano de 2000, com tudo o que até agora sabemos, como a lei de criação, o contexto da decisão de criar uma carreira, as discussões no Legislativo, até culminar com sua votação e publicação. Ainda não existíamos como gestoras e gestores, mas a roda já estava girando. O segundo círculo poderia ser 2001, com os dois editais do concurso, seus cronogramas, e a gente traz o que está nas conversas, em imagens pessoais, nos devaneios quando nos encontramos. E por criam-se outros círculos...

Imaginemos um círculo que seria o da AGGEMT: a criação, as eleições, os participantes, as votações, os resultados e as frustrações. Colorido por imagens, textos, depoimentos.  E a regra é não haver um rigor, mas lembranças que vão se somando e dando sentido ao que há, ao que temos. 

Outro círculo pode ser também de nossos processos criativos, nossos projetos mais marcantes, nossos resultados coletivos como grupo no Estado. E a ordem dos círculos pode ser de outras formas além de marcadas em anos, poderia ser por turmas, por exemplo, e podem ser poéticas, com imagens, misturados com os formais com os encontrados  nas publicações do diário oficial, nos relatórios do SIGGES, Lattes...

Espero que na próxima sexta-feira, dia 27 de novembro de 2020, possamos nos reencontrar em frente ao memorial do Tito, no jardim da Escola de Governo, para dignificarmos as coisas boas e marcantes homenageando aqueles que já partiram.  Não nos esqueçamos umas das outras, uns dos outros, não deixemos de celebrar a vida enquanto podemos! De celebrar a Terra, de cuidar de nossa Casa Comum. 

Plantemos a roça.

Lavremos a gleba.

Cuidemos do ninho,

do gado e da tulha.

Fartura teremos

e donos de sítio

felizes seremos.

Cora Coralina

Foi aprovado no último concurso de 2013 e conheceu boa parte do estado de Mato Grosso viajando pela antiga Secretaria de Cidades. Esse é um estado gigante, com quase um milhão de quilômetros quadrados.

Gestora destaca seus aprendizados e declara que servidores conseguem devolver suas conquistas à sociedade

Neste ano, por causa da pandemia da Covid-19, o evento será realizado de forma virtual e transmitido pelo canal da Seplag no YouTube

Realizou as provas dos concursos públicos, foi aprovado em quatro, trabalhou durante três anos como gestor municipal de Cuiabá e em 2013 foi nomeado como gestor governamental de Mato Grosso

Programação especial encerra em dezembro e marca o 20° aniversário da carreira de Gestor Governamental do Estado de Mato Grosso

Siga-nos