Gestor em Ação

Aggemt

Aggemt

Bernardo Morais relata que foi criado um comitê de direção estratégica, onde eram realizadas discussões mensais sobre todos os caminhos a serem tomados para uma melhor gestão na pasta.

"Não ficamos esperando que o governo estruturasse nossa carreira, nada caiu do céu. Cada conquista surgiu de nossas atitudes e ações, principalmente através da associação”.

 

De acordo com a gestora governamental Andreia Domingues, a participação ativa dos gestores, foi fator preponderante nos resultados positivos do processo licitatório deste ano.

Atualmente Flávio trabalha na Secretaria Adjunta de Gestão e Planejamento Metropolitano.

Em 2002 os servidores atuaram no desenvolvimento da política de gestão de precatórias, que era a dívida judicial do Estado de Mato Grosso de quase R$ 700 milhões.

Agno Vasconcelos diz que a contribuição será na divulgação da campanha e de informações sobre o câncer de mama no site e nas redes sociais da entidade

Público-alvo são crianças e adolescentes e o dia “D” de mobilização nacional será 17 de outubro

No calor, geladeira e ar-condicionado, por exemplo, são mais exigidos para conseguirem rejeitar o calor e atingir a temperatura programada.

Poupados até o momento da reforma administrativa, os juízes brasileiros somam 36% de ganhos compostos por benefícios do funcionalismo público de várias naturezas. Segundo um levantamento, de setembro de 2017 a agosto deste ano, 871,2 mil contracheques de magistrados, remetidos ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), somaram R$ 35,2 bilhões brutos desembolsados pelas cortes. As informações foram publicadas pelo jornal Folha de São Paulo, neste sábado (3).

Além dos salários, os juízes recebem benefícios como o terço de férias e o 13º salário, auxílios alimentação, saúde, pré-escola e natalidade, ajudas de custo, indenizações por dias de férias acumulados. Também entram nesta conta os jetons e diferentes outras verbas pagas retroativamente.

No mês passado, o Governo Federal encaminhou ao Congresso uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) com algumas mudanças para diminuir os gastos em meio a crise financeira causada pelo novo coronavírus (covid-19). No entanto, o texto inclui servidores dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, mas não atinge magistrados, parlamentares, promotores e procuradores do Ministério Público.

 

Fonte: AjuNews

Diante da pandemia e da explosão do teletrabalho, Ministério Público do Trabalho quer intensificar a fiscalização das condições dos trabalhadores que vão permanecer no regime

Siga-nos